Som escuro

Dúvidas em Relação à Trompa, questões técnicas, de execução, construcção, interpretação, etc...

Moderadores: Gil Brasil, rmatosinhos

Responder
hugoleo
Membro Nível 3
Membro Nível 3
Mensagens: 86
Registado: 09 jun 2011, 23:08

Som escuro

Mensagem por hugoleo » 14 out 2011, 18:25

ola pessual como estao ? eu queria perguntar uma coisa se me permitir como que eu fasso para deixar meu som escuro e suave?

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 932
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Som escuro

Mensagem por Gil Brasil » 16 out 2011, 18:28

hugoleo Escreveu:ola pessual como estao ? eu queria perguntar uma coisa se me permitir como que eu fasso para deixar meu som escuro e suave?
Hugo, o som escuro é aquele mais solene, melodioso, bem projetado. Diferente do som brilhante, que é mais seco, direto.
Uma comparação simples: som escuro = flugelhorn.; som brilhante: trompete.

Para conseguir o som escuro depende::
1. trompa: geralmente modelos Kruspe são tem som mais escuro do que os modelos Geyer, bem como os tubos e as campanas serem mais largos. Também depende da fabricante.
2. bocal: quanto mais fundo, largo e com furo grande, mais escuro o som, mas também exige bem mais ar e técnica.
3. trompista: capacidade de projeção, mão na campana, coluna de ar.
4. tonalidade: tocar em Fá.

Mas, somente o tempo e o estudo diário farão o trompista entender como alcançar o som mais escuro.
Gil Brasil

Avatar do Utilizador
rmatosinhos
Administrador do Site
Administrador do Site
Mensagens: 1605
Registado: 23 dez 2004, 18:22
Localização: Ermesinde
Contacto:

Re: Som escuro

Mensagem por rmatosinhos » 16 out 2011, 21:11

Pensando em vogais mais graves conseguirá um som mais escuro

i
e
a
o <-
(u)

situe-se o mais proximo do "o", deixando o "u" para situações extremas
A distância entre um som escuro e um som (baixo não é muita) portanto certifique-se que quando escurece o som ele permanece afinado.

Na campânula a mão direita terá uma influência directa, mas mais uma vez há o perigo de baixar a afinação. Coloque a mão ligeiramente mais afastada da campânula do que o habitual numa forma arredondada (tipo concha).
Se a ideia é escurecer um determinado trecho musical, é sempre possível buscar algumas dedilhações alternativas que utilizem maiores comprimentos de tubo. Diferentes dedilhações poderão igualmente facilitar/dificultar a técnica da mão esquerda ou subir/baixar a afinação. Abordo essa questão no Guia de Bolso da Trompa
Ricardo Matosinhos
Administrador do Forum

mapereira
Membro Nível 4
Membro Nível 4
Mensagens: 138
Registado: 31 jul 2010, 02:39

Re: Som escuro

Mensagem por mapereira » 05 nov 2011, 20:50

Posso pensar então:
Com trompa em Si bemol sem chanches de ter um som escuro? Mesmo com o recurso da mão na campãnula, por mais que eu force abafamento, mesmo assim não terei som escuro? Com a campãnula para baixo produzo um som mais grave, não poderia também um mais escuro?

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 932
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Som escuro

Mensagem por Gil Brasil » 06 nov 2011, 00:00

mapereira Escreveu:Posso pensar então:
Com trompa em Si bemol sem chanches de ter um som escuro? Mesmo com o recurso da mão na campãnula, por mais que eu force abafamento, mesmo assim não terei som escuro? Com a campãnula para baixo produzo um som mais grave, não poderia também um mais escuro?
Marco, permita-me opinar sobre esta questão da trompa Sib.

Li você e o hugoleo falando sobre som escuro na trompa Sib neste post, no qual vcs reclamam dificuldade em obter som escuro nesta tonalidade.

Toco majoritariamente em Sib (75% do tempo), usando Fá para o resto, apenas como opção. Discordo que em Sib não se consegue som escuro.

Explico: na verdade, me sinto muito mais livre, confiante e dominante para flexibilizar a embocadura e as notas tocando em Sib, seja para escurecer meu som ou dar timbres diferentes do que em Fá.

Em Fá, sinto que a exigência é bem maior, pois o tubo mais comprido impõe mais resistência ao ar, o que me dá nítida sensação de abafamento, amortecimento, e não de som mais escuro. Creio que haja uma tendência a conceituar som escuro com som mais "grave" tocando as mesmas notas, o que discordo também.

Para mim, som escuro é aquele som projetado, que toma conta do ambiente, poderoso, melodioso, o que pode ser conseguido em quase toda a gama de notas da trompa, diferente do som grave, solene, "meio trombone, meio trompa".

Som escuro também depende em boa parte do bocal: som escuro requer bocal com copo médio a profundo (preferentemente profundo), em formato de U (ou mescla de U e V, como os Marcinkiewicz), e principalmente, furo maior que 4,6 mm (preferentemente, maior que 5 mm) com acabamento sinfônico. Furos menores tendem a abrilhantar o som, não tem como negar isso.

Som brilhante ou metálico é aquele que imita em partes o trompete. Numa comparação, som brilhante é do trompete, enquanto escuro é do flugelhorn; som brilhante é do oboé, enquanto escuro é do corne-inglês; brilhante do violino, escuro do cello.

Resumindo: o som escuro depende mais do trompista do que da tonalidade da trompa, com exceção das tonalidade de trompas em Fá-agudo e Mib-agudo.
Citarei 3 fatores: trompista (embocadura, flexibilidade, ataque, coluna de ar, distribuição do ar, projeção do som), bocal e ambiente físico.

Noto que alguns trompistas tentam a todo custo obter som escuro nos lábios, modificando-os de posição, tentando jogar todo o ar possível no primeiro contato com o bocal. Creio ser um equívoco grande: o primeiro contato com o bocal deve ser leve, integrado e acoplativo, ou seja, o bocal é o elo de ligação entre trompista e trompa em que os dois se tornam um só.

O som e o timbre se formam dentro do copo do bocal, ou seja, "naquela sala onde há o encontro entre trompista e trompa", em que o intérprete trabalha seus lábios e o ar de forma que ele seja levado pelos tubos de maneira projetada, ampla, com energia total, e é onde o trompista inteligentemente joga, experimenta, flexibiliza o seu som, e o faz percorrer pelos tubos até chegar na campana, e ali o toque final com a mão na campana, dá o último acabamento ao som e ao timbre.

Mas, praticamente tudo se concentra no aproveitamento do ar no copo do bocal, é ali que se tem a chance de moldar seu som e nunca nos lábios pura e simplesmente. Os lábios somente são as ferramentas que acoplam na borda (anel) do bocal, mas é o ar que faz a diferença.

Seguem alguns hinos que tocamos recentemente num ensaio na Central de Frutal, que tem salão de 30m x 50m, e altura de 8m, aproximadamente.
Estavam dois violinos (um tocou apenas parte), um sax alto (contralto), dois sax barítonos (um tocou apenas em parte), uma acordion, e eu com a trompa (uma Holton H180, bocal standard chinês, com copo médio-profundo, furo extra grande)), mais algumas irmãs e irmãos cantando.

Antes de haver algumas críticas, explico que não são músicos profissionais de ofício, mas sim voluntários que aprendem até o nível intermediário na própria Congregação, e tocam gratuitamente, e também onde os instrutores musicais não recebem financeiramente nada para ensinar, nem para tocar, bem como os cantores e cantoras raramente têm alguma instrução musical. É tudo no amor de Deus para cumprir: "De graça recebei, de graça dai".

Observem a trompa, apesar de haver algumas vozes próximas, é perfeitamente identificável o som escuro da trompa, pois o ambiente era perfeito para a projeção e, claro, tentei ao máximo obter o som escuro.

Hinos 201 (solo contralto na trompa), 226 e 64
Hino 253 stacatto
Hino 233
Gil Brasil

Wagner Bracci
Membro Nível 2
Membro Nível 2
Mensagens: 64
Registado: 01 mai 2008, 15:00
Localização: São José Rio Pardo, SP-Brasil

Re: Som escuro

Mensagem por Wagner Bracci » 07 nov 2011, 12:46

Gil Brasil
Verdadeira aula sobre o assunto.
Deus abençõe.

Realmente tudo o que explicou tem sentido e é importante, fazendo toda a diferença. Mas o no meu entender o que faz a grande diferença é o bocal,

tenho os seguintes bocais

um giardinelli C4 - é em formato "V", garganta larga e profundo = som escuro, cheio, porém sem brilho.

um Paxman 4C - é em formato "U", garganta média e meio profundo = som escuro, porém com mais projeção de som que o giardinellie

e,

Um Jk, W 1DK, -(o que uso atualmente) é em formato "U", garganta média e meio profundo = som brilhante e projeção de som, só que o som é mais "pobre" de harmonicos que os dois citados anteriormete.

Tudo vai depender do que pretende, e onde vai tocar. Por exemplo na CCB, eu prefiro som escuro, na orquestra onde sempre há solos e passagens onde é necessário som, ai por necessidade o som ter que ser mais brilhante para chegar "bem" ao ouvinte.

Ai vai um exemplo, Banda jovem do conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo- SP - Sinfonia n.9 em Mi menor Excertos do 4 Movimento arranj Harold L. Walters.movs. As trompas tem solos, se for tocar bem escuro, elas somem no meio do grupo. A necessidade é que dita o que é preciso fazer.



outro exemplo: mas aquí o som já é um pouco mais "escuro"


mauricio
Membro Nível 1
Membro Nível 1
Mensagens: 4
Registado: 16 dez 2010, 12:35

Re: Som escuro

Mensagem por mauricio » 07 nov 2011, 18:52

a paz de deus,gil que tipo de som tem a holton h177,escuro ou mais brilhante,a holton tem o som mais cheio q a conm 6d,deus abençoe

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 932
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Som escuro

Mensagem por Gil Brasil » 07 nov 2011, 19:31

mauricio Escreveu:a paz de deus,gil que tipo de som tem a holton h177,escuro ou mais brilhante,a holton tem o som mais cheio q a conm 6d,deus abençoe
Amém, Mauricio.

Segundo a própria Holton, a H177 tem som brilhante e compacto, sendo considerada um modelo profissional pela Holton.

Sobre a Conn, em geral, são instrumentos com som prioritariamente escuro, havendo até uma certa dificuldade no registro agudo, segundo muitos comentários que leio. Especificamente a Conn 6D é o instrumento de entrada da Conn (nível estudante/intermediário), e me parece que é menos escura em comparação com os modelos mais tradicionais, como a carro-chefe Conn 8D.

Creio que a Conn, por suas características próprias, seria mais escura e cheia do que a Holton H177, mas deve-se considerar que muito disso depende do trompista e do bocal. Lembre-se: a Conn exige um certo modo de tocar que muitos trompistas não se adaptam, você pode até se adaptar bem e conseguir um som cheio, mas é não é da noite para o dia, pense nisso. Obs.: nunca experimentei nenhuma dos dois modelos citados por vc, é baseado no que leio.

Se fosse a H180, que já tive uma, diria que a H180 é mais completa nos quesitos projeção, som e timbre do que a Conn 6D e a H177.
Gil Brasil

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 932
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Som escuro

Mensagem por Gil Brasil » 07 nov 2011, 20:14

A Paz de Deus, Wagner.

Wagner, muito embora esteja lisonjeado pelo seu "verdadeira aula", eu o trocaria por "verdadeira opinião". :D :lol: :tr1: :-"

Certamente o bocal é essencial para se obter o som escuro ou brilhante, conforme seu formato.
Bem por isso o cito como um dos 3 itens principais: trompista, bocal e ambiente.

Porém, como já dito, não basta o bocal ser profundo, largo e com furo maior, pois se o trompista não o usa corretamente é mais provável ter um som abafado, grave, chocho, do que um som escuro, é isso que quis dizer. É como ter uma Ferrari e não saber dirigi-la...

Sobre os vídeos, a Banda de Tatuí está parabéns, estão chegando juntos. Então, voltando ao assunto, trata-se de uma banda, o que exige que em partes o trompista faça o acompanhamento e noutras, bem mais raras, alguns solos, situações que demandam modos diferentes de tocar. O acompanhamento é mais discreto, baixo e fica automaticamente mais "escuro", enquanto o solo tem que sobressair-se e automaticamente fica mais alto e "brilhante", projetado para a plateia.

Concordo plenamente contigo que é a exigência da peça/partitura (ou até do maestro) que vai direcionar o som mais escuro ou brilhante, piano ou fortissimo, ou do tipo de orquestra (sinfônica, câmara, banda, fanfarra, igreja, jazz). Nas suas palavras: "A necessidade é que dita o que é preciso fazer": perfeito.

Todavia, a minha intenção é dizer que pode-se conseguir escurecer o som em quase todas as situações quando se compara escuro e brilhante entre si, ou seja, o trompista adquire a fórmula de deixar seu som mais escuro ou brilhante, mesmo que em solos ou no acompanhamento.

No entanto, não pretendo aqui esgotar o tema "som escuro", quem sou eu, mas apenas opinar um assunto que é bastante debatido em vários fóruns e sites de trompa mundo afora.

Deus abençoe.

Gil Brasil
Gil Brasil

mauricio
Membro Nível 1
Membro Nível 1
Mensagens: 4
Registado: 16 dez 2010, 12:35

Re: Som escuro

Mensagem por mauricio » 09 nov 2011, 20:35

deus abençoe gil, vc é de frutal mesmo,tenho um cunhado ai proximo em pirajuba ,é o coperador dejovens

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 932
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Som escuro

Mensagem por Gil Brasil » 18 nov 2011, 22:09

mauricio Escreveu:deus abençoe gil, vc é de frutal mesmo,tenho um cunhado ai proximo em pirajuba ,é o coperador dejovens
Amém, Mauricio. Sim, nasci e moro em Frutal. Pirajuba fica a 40 km daqui, mas a estrada mais curta é de terra, pode?
Quem é seu cunhado? Eu conheço o Carlinhos, cooperador do ofício ministerial.

Deus abençoe também.
Gil Brasil

Avatar do Utilizador
Cátia
Membro Nível 4
Membro Nível 4
Mensagens: 135
Registado: 23 set 2011, 22:29
Localização: São José dos Campos

Re: Som escuro

Mensagem por Cátia » 21 nov 2011, 17:26

Oi Gil!
Ouvi os hinos que postou. Muito lindo o som. Dá pra perceber o som suave da trompa, principalmente no hino 226-64 ( se não estiver enganada rsrs) Parabéns.
Eu acho muito difícil conseguir dar este efeito. Um som suave.....ou escuro, rsrs
Entendo que pra obter este som agradável, necessito estudar muito, não me esquecendo do ar. Percebo que tenho dificuldade em relação a isto.
Meus parabéns! Gostei muito de ouvir. Obrigada por partilhar conosco!

Avatar do Utilizador
Gil Brasil
Moderador
Moderador
Mensagens: 932
Registado: 31 dez 2009, 17:59
Localização: Minas Gerais, Brasil

Re: Som escuro

Mensagem por Gil Brasil » 28 nov 2011, 01:08

Cátia Escreveu:Oi Gil!
Ouvi os hinos que postou. Muito lindo o som. Dá pra perceber o som suave da trompa, principalmente no hino 226-64 ( se não estiver enganada rsrs) Parabéns.
Eu acho muito difícil conseguir dar este efeito. Um som suave.....ou escuro, rsrs
Entendo que pra obter este som agradável, necessito estudar muito, não me esquecendo do ar. Percebo que tenho dificuldade em relação a isto.
Meus parabéns! Gostei muito de ouvir. Obrigada por partilhar conosco!
Fico lisonjeado com suas palavras, mas toda a honra desses hinos é a Deus, nós apenas tentamos tocar o máximo que conseguimos.
Dá para vc conseguir o "efeito" que vc diz, som suave e escuro ao mesmo tempo, só o fato de vc ter essa sensibilidade é muito importante.
Noutra oportunidade postarei novos hinos.
Muito obrigado e que Deus te abençoe na sua vida e nos seus estudos.
Gil Brasil

hugoleo
Membro Nível 3
Membro Nível 3
Mensagens: 86
Registado: 09 jun 2011, 23:08

Re: Som escuro

Mensagem por hugoleo » 07 dez 2011, 11:01

Muito Bom mesmo esses hinos curti

Responder

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 7 visitantes